Translate

Promoção

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Roteiro: 7 dias em Recife, Pernambuco, Brasil - A Veneza brasileira

Recife dos navios. Era assim chamada esta cidade plantada à beira do mar e à beira do rio. Era apenas um porto de Olinda, a capital de Pernambuco no ano de 1535. E exatamente por essa condição de porto, que Recife se tornou um ponto de encontro de povos de várias culturas.


Dia 1:

Relaxe na praia da Boa Viagem, a mais famosa do Recife. A praia possui águas mornas e esverdeadas, proporcionando não só um bom mergulho no mar como também paisagem. A faixa de areia é longa em vários trechos da orla, onde é comum admirar coqueiros. No calçadão encontram-se quiosques que vendem bebidas e, nas areias, vendedores ambulantes e barracas (essas com preços mais altos que os dos quiosques).

Boa Viagem é uma praia de ondas relativamente fracas porque a orla está protegida por um grande recife. Na maré baixa formam-se várias piscinas naturais.



Há várias placas na praia alertando para o risco de ataque de tubarões. No Recife ocorrem ataques de tubarões, por isso é importante tomar alguns cuidados, como evitar o mergulho em horários de maré alta, evitar o mergulho se estiver a sangrar, não usar objetos brilhantes e não se afastar muito da areia

Visite a Oficina Francisco Brennand, um artista plástico pernambucano, nascido em 1927. Criada em 1971 a partir das ruínas de uma olaria do início do século XX, localizada nas terras do Engenho Santos Cosme e Damião, no bairro histórico da Várzea.



Os bilhetes custam 4€ (inteiro) e 2€ (meio bilhete), preços pesquisados em julho de 2015. O Instituto Ricardo Brennand, criado pelo pai de Francisco, também é imperdível, cheio de castelos e belos jardins.


Dia 2:

Aventure-se pelo centro do Recife. A Rua da Aurora ainda preserva construções seculares, às margens do Rio Capibaribe. Caminhe até a Praça da República, no bairro de Santo Antônio, área central. A praça, situada em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, possui oito estátuas de bronze representando divindades clássicas da mitologia greco-romana e postes de iluminação em ferro, símbolos das filhas de Vênus.



Próximo do Palácio, o Teatro de Santa Isabel (levou cerca de dez anos a ser construído), expoente da arquitetura neoclássica pernambucana, foi nomeado Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1949. Obra do arquiteto francês Louis Léger Vauthier, a sua inauguração data de 1860. O Palácio da Justiça e o Liceu de Artes e Ofícios de Pernambuco também se situam no entorno da praça.


Almoce no restaurante Leite, o mais antigo em funcionamento do Brasil, e siga para as compras nos mercados públicos da cidade. Artesanato local, iguarias gastronômicas, cachaças regionais: os mercados de São José, da Boa Vista e da Madalena são obrigatórios.

Os corredores da Casa da Cultura, antiga casa de detenção do Recife, completa o roteiro comercial. Para lanchar, prove uma fatia do famoso bolo de rolo, um doce que se tornou Património Imaterial de Pernambuco, em 2007, pode ser encontrado em diversas lojas, mas o clássico é vendido na Casa dos Frios, com sede no bairro das Graças, Zona Norte, e Boa Viagem, Zona Sul.


No fim da tarde ou noite adentro, embarque em um passeio imperdível: a Catamaran Tours faz trajetos diários pelo Rio Capibaribe, às 16h e às 20h. É uma oportunidade de navegar pelo principal trecho do rio que corta as três ilhas do centro: a do Recife, de Santo Antônio e da Boa Vista. O passeio dura, em média, 70 minutos, e custa 9€ por pessoa.



Dia 3:

No bairro de Boa Viagem, existem três importantes galerias: Galeria Amparo 60, Galeria Janete Costa e Galeria Dumaresq. No eixo norte da cidade, o Museu do Estado de Pernambuco, o Museu do Homem do Nordeste e a Fundação Gilberto Freyre valem uma visita. E na área central, vá até o Pátio de São Pedro, onde se localiza a Concatedral de São Pedro dos Clérigos, e conheça o Memorial Luiz Gonzaga e o Memorial Chico Science, homenagens a dois ícones da música brasileira. Além disso, a Casa do Carnaval, centro de pesquisa de festividades populares, está situada no Pátio.

Património Histórico e Cultural da Unesco, Olinda encontra-se a 6 km do Recife. Almoce pelas ladeiras, antes de conhecer as igrejas seculares (a Igreja da Sé, primeira paróquia do Brasil, a Igreja do Carmo, a mais antiga da Ordem Carmelita no país, e a Igreja de Nossa Senhora do Amparo, parcialmente destruída em um incêndio no período holandês em 1631, mas reedificada em 1644) e a feira de artesanato do Mercado da Ribeira, construção do século XVI.





Dia 4:

Siga rumo ao litoral sul de Pernambuco. A praia de Porto de Galinhas, situada a 60 km do Recife, no município de Ipojuca, possui cerca de 100 pousadas como alternativas de alojamento, aproximadamente 70 restaurantes e mais de dez bares e discotecas. Os passeios de barco e o batismo para mergulho são duas das atrações disponíveis.






Dia 5:

Na manhã do quinto dia, explore os 18 km de praia de Ipojuca. No Muro Alto encontram-se resorts cinco estrelas. Menos agitada que a vizinha Porto de Galinhas, possui águas claras e mornas para o banhista. Para quem gosta de ondas, siga até a praia de Maracaípe.





Dia 6:

Acorde cedo, reforce o protetor solar e siga em direção ao município de Tamandaré. Percorra 50 km pela BR-101 Sul e chega em um dos destinos mais disputados do verão pernambucano. A praia de Tamandaré, de águas claras e mornas. A menina dos olhos da região é a praia dos Carneiros, com 5 km de coqueiros nas suas margens. Quase deserta, abriga na faixa de areia a igrejinha rústica de São Benedito. Ideal para descansar, sem pensar no amanhã.





Dia 7:

Siga em direção ao litoral norte do estado pela BR-101 Norte. A Ilha de Itamaracá, fica a cerca de 50 km do Recife e oferece uma paisagem única: a ilhota da Coroa do Avião, um banco de areia de 500x100 metros, a sul da cidade de Itamaracá, e de onde se avista o Forte Orange e o Canal de Santa Cruz.




Se estiver aborrecido de praia, aproveite o ultimo dia para conhecer o Agreste do estado. Caruaru, a aproximadamente 135 km da capital, é a terra de Mestre Vitalino (1909-1963), ceramista popular que com o barro moldou costumes e personagens do Nordeste. Acidade recebe milhares de visitantes ao longo do ano, em busca das suas feiras típicas, sendo a maior delas a feira dominical de artesanato.

Quando ir?


O verão é a época mais seca, com temperaturas médias na casa dos 28ºC, enquanto o inverno é mais chuvoso e regista temperaturas em torno dos 25ºC. O calor é constante o ano inteiro, não havendo uma oscilação muito percetível em relação à temperatura, ou seja, o inverno não é uma estação muito indicada para viajar, pois a chuva pode atrapalhar os seus passeios ao ar livre e os tão desejados dias na frente do mar.

Finais de dezembro, janeiro, o Carnaval e julho, correspondem à época alta.

Carnaval


O Carnaval é celebrado em grande estilo tanto no Recife como em Olinda e quem viaja nesse período precisa programar tudo com antecedência.

O Carnaval de Olinda é mundialmente conhecido pelos bonecos gigantes, que a cada ano ganham o rosto de novas personalidades. Nas ladeiras do centro histórico, bonecos como o Homem da Meia-Noite, que abre o sábado de Zé Pereira, e a Mulher do Dia fazem a alegria dos turistas que participam nos blocos e pulam ao ritmo do frevo e do maracatu. No Recife, o destaque fica por conta do Galo da Madrugada, considerado o maior bloco carnavalesco do mundo. A capital pernambucana é famosa por oferecer espaço para diversas culturas e manifestações populares: escolas de samba, blocos, maracatus, agremiações de Olinda e espetáculos de diversos artistas fazem parte do Carnaval.


Onde ficar?

Promoção de Hotéis em Recife

Recife Plaza - O hotel mais confortável e o único hotel de 3 estrelas no centro. O hotel está localizado nas margens do rio Capibaribe oferecendo vistas belíssimas da nossa famosa Veneza Brasileira. Com a nova administração, o hotel foi reformado e expandido para o seu conforto e conveniência. Agora dispomos de: FREE WIFI (internet sem fio) em todo hotel.




Grand Mercure Recife Atlante Plaza - O Grand Mercure Recife Atlante Plaza goza de grande proximidade a vários ex-líbris de Recife (Boa Viagem), incluindo Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem e Praia de Boa Viagem. Este hotel encontra-se ainda nas imediações de outros pontos de interesse, incluindo Praça da Boa Viagem e Parque Dona Lindu. Sinta-se em casa num dos 241 quartos com ar condicionado e um minibar. Mantenha-se em contacto através da ligação à internet sem fios grátis.



 
Como chegar?

De avião: O Aeroporto Internacional do Recife (Guararapes) é um dos aeroportos mais modernos do Brasil, que serve não apenas voos de capitais brasileiras, assim como estrangeiros. O aeroporto está bem localizado, perto do bairro de Boa Viagem, e serve a cidade de Recife e também as cidades vizinhas como Olinda, Porto de Galinhas ou Maragogi, além de ser ponto de conexão para Fernando de Noronha.

Para sair do aeroporto, pode apanhar o autocarro, que passa em frente do terminal do desembarque, ou o metro, pois há uma estação próxima ao aeroporto. Embora, o autocarro ou o metro serem mais baratos, usar os táxis acaba sendo vantajoso para muitas pessoas devido à curta distância do aeroporto até a maioria dos hotéis.


Autocarro: Se a distância do aeroporto até os hotéis facilita a chegada ao Recife, chegar de autocarro a história é bem diferente. A Rodoviária de Recife (TIP - Terminal Interestadual de Passageiros) fica na Várzea, um bairro mais afastado da região hoteleira.
Para fazer o deslocamento entre o TIP e Boa Viagem, poderá utilizar o autocarro, metro (há uma estação próxima ao terminal) e os táxis (cerca de 15€ até Boa Viagem).
 
Carro: A proximidade entre as capitais nordestinas faz com que as viagens de carro sejam uma boa opção para ir de um estado ao outro. Quem quiser alugar um veículo e ir explorando o litoral, pode seguir pela, BR-101, que serve de acesso para várias cidades do litoral, incluindo João Pessoa e Maceió, as capitais vizinhas.

Saindo do Recife, são 120km até João Pessoa, 300km até Natal, 285km a Maceió e 501km até Aracaju - todas essas viagens são feitas em grande parte pela BR-101.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...