Translate

Promoção

sábado, 29 de agosto de 2015

Top 10 - Locais misteriosos na perspectiva do Google Earth

O mundo tem sido seduzido pelas imagens vindas de cima, como as observadas no Google Earth. De seguida, dez grandes locais, que parecem misteriosos do vistos do espaço comparados com a sua aparência a partir do solo.

10. Homebush Bay, Sydney, Austrália

No lado oeste de Sydney há um navio com 102 anos de idade, que se transformou numa floresta flutuante. Homebush Bay é o lugar onde vão acabar todos os velhos navios. Este navio, anteriormente era um navio de transporte, que mais tarde seria desmantelado, mas acabou tornando-se numa atracção famosa. Durante anos, os arbustos e outras plantas instalaram-se e cresceram do navio.

Foi descoberto recentemente, numa das tentativas de limpar a baía.





Por que ir para lá?

A floresta flutuante tornou-se um local favorito para fotógrafos, que o popularizaram online.




9. Mar de Aral, Uzbequistão

Antes, um dos maiores quatro lagos do mundo, hoje o Mar de Aral encolheu tremendamente, porque os soviéticos desviaram os rios, que eram utilizados para alimentar o lago. Observam-se grandes planícies desertas, onde costumava haver água e vários barcos naufragados. Apenas uma pequena faixa de água foi deixada na parte ocidental do país.





Por que ir para lá?

Visitar o que resta do lago antes que evapore completamente.



8. Cratera de Barringer, Arizona, Estados Unidos da América

No local encontra-se o impacto de meteorito mais bem preservado do mundo, e foi criado à cerca de 49 000 anos atrás. Esta cratera tem uma milha de diâmetro, 2,4 milhas de circunferência e mais de 550 pés de profundidade!




Por que ir para lá?

Arizona oferece uma incrível 
versatilidade geológica, desde canyons, desertos, bem como este local com o meteorito. Um óptimo lugar para aprender sobre nosso planeta e os seus processos geológicos.


7. Ayamonte, Espanha

Posicionada nas margens do rio Guadiana, Ayamonte é uma pacata aldeia de pescadores localizada na fronteira com Portugal. As ruínas do antigo castelo romano ainda repousam no topo de uma colina e tem vista para a cidade. As praias de Canela e Moral são populares entre os banhistas no verão.






Por que ir para lá?

A cidade tem uma arquitectura histórica interessante da época medieval e romana. Também é cercado com lagos de sal, que possuem uma rica vida selvagem, que vão desde garças a flamingos.



6. Uluru, Northern Territory, Austrália

A rocha de arenito é uma das atracções mais famosas da Austrália. O significado simbólico da grande formação é tão impressionante como ele mesmo. Uluru tem 348m (1.142 pés) de altura, uma circunferência de 9,4 km (5,8 milhas). O Inselberg ou Monadnocks acredita-se ser sagrado pelos povos aborígenes. Eles acreditam que os espíritos ainda vivem na área.





Por que ir para lá?

Muitos turistas visitam o local. A actividade mais popular é, naturalmente, escalar Uluru. No entanto, a proposta de proibir a actividade foi considerada recentemente.



5. Desert Breath, Província do Mar Vermelho, Egipto

O Mar Vermelho é conhecido por ser um dos melhores lugares do mundo para fazer mergulho. A vida marinha colorida é esmagadora. Mais longe do mar há uma planície desértica, que é rica em minerais e petróleo. O Desert Breath é uma arte, feita pelo D.A.ST. Arteam em 1997, para chamar a atenção para os problemas ambientais.






Por que ir para lá?

A costa do Mar Vermelho, possui uma grande variedade de resorts; uma das cidades mais populares costeiras é Hurghada. A instalação de arte pode ser visitada ou abordada a partir de um avião.



4. Linhas e Geóglifos de Nasca, Nazca, Peru

Situada na costa sul do país, Nasca fascina pelo seus vastos vales e pelo fenómeno mais enigmática do mundo - as famosas Linhas de Nasca. A cultura avançada Nasca existiu entre 100 aC e 800 dC. As Ruínas da cidade cerimonial de Cahuachi e os desenvolvidos aquedutos subterrâneos também são um testemunho dessa cultura progressista. Figuras de lagartos, beija-flores, macacos, aranhas, peixes, orcas, tubarões e outros foram criados através da remoção de uma camada de seixos a partir da superfície do deserto de Nasca.






Por que ir para lá?

O objectivo para uma criação tão original intriga os cientistas,que pensam que serviu os motivos religiosos e astronómicos. Hoje agências de viagens oferecem voos sobre as Linhas de Nazca, que podem ser admiradas a partir de apenas o ar.




3. Lagos no Great Sandy Desert, Austrália

Localizado na Austrália Ocidental, o deserto cobre centenas de milhares de quilómetros quadrados. No entanto, por vezes, a paisagem areia é interceptada por grupos de lagos, que se amontoam, 
criando um local verdadeiramente fascinante do espaço.




Por que ir para lá?

Algumns locais famosos são encontrados no deserto, incluindo Ayers Rock ou Uluru, Wolfe Creek Crater, Kata Tjuta, torres de rocha vermelhas, dunas de areia de Ergs... é uma paisagem global sobrenatural.



2. The Grand Prismatic Spring, Wyoming, Estados Unidos da América.

É a maior fonte de água quente no país com 370 pés de largura e pode ser encontrado no parque nacional de Yellowstone. O seu nome é devido às cores iridescentes vibrantes, que correspondem ao arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde e azul. O efeito é causado por uma bactéria.






Por que ir para lá?

É a terceira maior fonte de água quente no mundo. Há uma pista de caminhada, que permite observar a fonte nas imediações.



1. Waw an Namus, Líbia

Esta é uma maravilha natural realmente única encontrada no centro do deserto do Sahara. Toda a área é um vasto campo vulcânico, que se estende cerca de 10 a 20 km (6,2-12,4 milhas), tornando-o visível do espaço. No meio existe uma caldeira e um cone. Além disso, existem três lagos salinos, que criam um oásis exuberante. Durante séculos, tem sido um importante local para as caravanas, que aproveitam para reabastecer de água. Hoje é uma das atracções turísticas mais populares do país.






Por que ir para lá?

Os visitantes são fascinados pela beleza da Waw an Namus: a caldeira tem cerca de 100 m (330 pés) de profundidade, possui 
lagos colorido, juncos e, claro, tamareiras.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...