Translate

Promoção

sábado, 15 de agosto de 2015

La Tomatina - A guerra de tomates, Bunõl, Espanha

A Tomatina é a uma festa tradicional e uma das que mais turistas atrai a Espanha, que todos os anos na última quarta-feira de Agosto, se deslocam a Bunõl, na província de Valência, para se uma batalha de tomates. Considerada atracção turística internacional, a Tomatina faz parte de uma semana inteira de festas, há festejos em homenagem a São Luís Beltrão, o padroeiro da cidade, desfiles, concursos gastronómicos e actividades culturais.
Prédios são cobertos com plásticos, as lojas são protegidas por tapumes de obra e vedações.


Os tomates usados na Tomatina são cultivados, propositadamente para a "guerra", e são uma espécie de tomates que não se utilizam para consumo. Podem divertir-se sem culpa.

Há quem diga que o alvo era um grupo de jovens ricos, outros dizem que a Tomatina começou por ser um símbolo da oposição anti-franquista. Seja qual for a origem, é hoje uma tradição de Buñol.
A origem mais popular da “batalha” de tomates em Buñol começou durante um desfile de "Gigantes y Cabezudos" de 1945, alguns jovens resolverem encenar uma guerra na Plaza del Pueblo e as munições mais próximas eram tomates, no entanto apareceu a policia e foram multados.
No ano seguinte os jovens voltaram a encenar a guerra, na mesma quarta-feira, mas desta vez com os seus próprios tomates, mas voltaram a ser dispersados pela polícia. Mas no próximo ano, lá estavam novamente. Esta encenação virou costume e após algumas proibições, em 1980 a Câmara Municipal de Buñol assumiu a organização do evento.



A festa começa às 9 horas da manhã, na Plaza del Pueblo. Começam a chegar as pessoas, grande parte em trajes de banho e embalados por vinho. Ergue-se um grande mastro cheio de sabão, e no topo um grande presunto. Os mais animados tentam subir para alcançar seu prémio,  enquanto que, das varandas das casas, as pessoas vão jogando baldes de água nos participantes da Tomatina.

Às 11 horas da manhã, ouve-se o primeiro disparo para anunciar o início da grande "tomatada" e chega o primeiro camião carregado de tomates e os despeja pela rua. Pouco tempo depois toda a gente já está coberta de molho de tomate, mas continuam a chegar mais carregamentos de tomates. Até que se ouve o segundo tiro a anunciar o fim da Tomatina. Não é exactamente o fim, uma vez que os "soldados" serão lavados de mangueira mesmo ali na rua.




Regras para evitar acidentes e manter o clima festivo:
Não se podem levar garrafas ou qualquer objecto que possa causar acidentes;
Não se podem rasgar a roupa;
Os tomates devem ser esmagados antes de serem arremessados para evitar magoar alguém;
Deve dar passagem e respeitar o fluxo de camiões;
Ao segundo disparo, nenhum tomate deverá ser arremessado.

Entrada Tomatina 2015 - 10€
Entrada Tomatina 2015 + Bus - 37€
Entrada Tomatina 2015 + Bus Valencia + Guía + Camisola - 55€


Como chegar?

De Carro:

Desde Valência - Sair de Valência pela Avenida del Cid sentido Madrid pela Autovia A-3. Cerca de 30 km tome a saída 332 (Buñol) e depois de entrar na estrada de serviço seguir todas as indicações para Buñol.

Desde de Alicante - Sair de Alicante em direcção a Valência pala A-7, tome o desvio para a A-3 em direcção a Madrid, pegue a saída 332 da A-3 (Buñol) e depois de entrar na estrada de serviço siga todas as instruções Buñol.

Desde Castellon - A Autopista del Mediterráneo (AP-7) é o eixo de comunicação em toda a costa. Desde ambas as cidades tomar esta auto-estrada para Valência, tomar o desvio para a A-3 em direcção a Madrid, pegue a saída 332 (Buñol) e depois de entrar na estrada de serviço, seguir todas as indicações para Buñol.

Desde Madrid - Deixe Madrid em direcção a Valência pela A-3, pegue a saída 319 Buñol / Vía de Servicio / Polígono Industrial. Siga a estrada de serviço e 
seguir todas as indicações para Buñol.

Tente chegar cedo a Buñol. A "La Tomatina" começa às 11 horas, mas milhares de pessoas entram no recinto e o processo de entrada leva algum tempo.

De Comboio:

De Valência (estação suburbana Valencia-C3 Sant Isidre) - Para melhorar a mobiliade a Renfe e a Metro Valencia estabeleceram um acordo, que os viajantes Renfe podem utilizar as instalações do Metro Valência sem necessitar um novo bilhete (bilhete único Suburban), embora o uso de entrada e saída seja limitada a quatro estações da rede de metro: Valencia San Isidro, Plaza de España, Bailén e Colón, que estão mais próximos da estação de Valência Nord e do centro da cidade.

Desde Barcelona (estação de Sants) - Trem Euromed a outros comboios chegam à estação Gare du Nord Joaquín Sorolla. A
 viagem para Valência dura 3 horas.

Desde Madrid (Estação de Atocha) - Trem AVE até a estação de Joaquin Sorolla. A viagem para Valência dura 1 hora e 35 minutos. Outra opção é a estação ADIF Requena-Utiel (A-3, saída 285).


Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...